Blog do Concreto

Como evitar trincas no concreto?

Como evitar trincas no concreto?

Um dos problemas que mais incomodam os profissionais da construção civil é o surgimento de fissuras e trincas no concreto, isso pode ocorrer devido a uma série de motivos como traço do concreto, cura incorreta entre outros. Neste artigo vamos trazer algumas práticas recomendadas para evitar este problema.

Como surgem as trincas no concreto?

Antes de discutir a respeito das práticas recomendadas para resolver o problema com trincas após o processo de concretagem é importante entender as causas do problema. Após o início da pega, inicia-se dentro da mistura de concreto uma reação química chamada de hidratação, ela é uma reação exotérica e, portanto, libera calor. O calor gerado é intenso, o que leva a uma rápida expansão do material, como o concreto ainda é frágil neste período é possível que surjam fissuras ao longo do elemento estrutural poucas horas após a concretagem, a quantidade de calor gerado está diretamente relacionada ao volume de concreto, ou seja, quanto maior for as dimensões do elemento estrutural, maior é a chance de ocorrer o surgimento de fissuras por expansão térmica, este é o caso dos blocos de fundação e lajes por exemplo.

Outra causa comum de surgimento de fissuras no concreto é a retração, ela ocorre devido a rápida perda da água de amassamento. Devido ao calor gerado pela hidratação do concreto, a água começa a ser consumida pelo meio, causando uma rápida redução de volume, ocasionando assim esforços de tração ao longo do elemento de concreto. Como o concreto não é eficiente para resistir a estes esforços, surgem as chamadas fissuras por retração.

Perceba que em ambos os casos o problema é causado pela variação do volume do concreto nos primeiros dias após a concretagem, logo, é preciso ter um cuidado especial neste período para evitar que as variações bruscas de temperatura danifiquem o material. Neste sentido, há pelo menos 3 práticas recomendadas para evitar este problema: utilizar aditivos químicos no concreto, umedecer as formas antes da concretagem, realizar a cura corretamente ao longo dos 7 primeiros dias.

1 - Utilizar aditivos plastificantes no concreto

A utilização de aditivos já não é novidade na construção civil, com a aplicação de aditivos plastificantes durante a preparação de concreto é possível reduzir a quantidade de água e cimento necessário e ainda obter um concreto de qualidade.

Como havíamos dito anteriormente, um dos fatores que influenciam o surgimento de fissuras no concreto é a retração, com a utilização de aditivos plastificantes o efeito da retração é atenuado, isso ocorre porque, com menos agua disponível, a variação de volume é menor, portanto, diminuir a quantidade de água durante a fabricação do concreto é uma prática eficaz no combate ao surgimento de fissuras, e graças aos aditivos plastificantes isso pode ser feito sem prejuízo as demais propriedades do concreto.

Outras práticas podem ser realizadas para combater a retração que não envolvem o controle de água diretamente, uma delas é a utilização de armaduras de pele, sua utilização é comum em vigas de altura significativa (altura maior que 60cm).

2 - Umedecer as formas antes da concretagem

Essa é uma prática muito comum nos canteiros de obras, mas vale a pena reforçar sua importância. O calor gerado pela reação de hidratação é muito intenso nas primeiras horas após o inicio da pega, por isso, é preciso utilizar meios para diminuir a temperatura do concreto nesse período, uma das formas de se fazer isso é umedecendo as formas que irão receber o concreto, além de ser uma prática indicada no sentido de melhorar a aderência na superfície de contato entre a forma e o concreto, é uma ótima forma de manter a temperatura sob controle nas primeiras horas.

3- Realizar a cura do concreto corretamente

As duas primeiras práticas vão ajudar a controlar as variações de temperatura durante as primeiras horas após a concretagem, no entanto, as fissuras também podem surgir ao longo do período de cura do concreto, portanto, é importante garantir que durante pelo menos 7 dias após a concretagem o controle seja feito de forma mais rigorosa.

Uma boa prática neste sentido é molhar os elementos de concreto ao menos duas vezes ao dia, isso ajuda a manter controle da temperatura e consequentemente evita as grandes variações de volume ao longo do dia. Outras práticas também podem ser realizadas como por exemplo colocar areia molhada ou papelão encharcado em cima dos elementos de concreto.

Independente da prática a ser adotada, o objetivo é manter a temperatura do concreto sob controle durante os 7 primeiros dias após a concretagem onde o calor gerado pela hidratação ainda é significativo.

Conheça mais sobre Concreto em nosso Blog do Concreto
Para fazer parte do maior Portal do Concreto do Brasil, cadastre sua Concreteira
Ainda restou alguma dúvida? Entre em contato com a Equipe Concreto Usinado.

Revisado por Eng. Bruno Reganati em 19 de dezembro de 2019

Clique aqui e faça um orçamento GRÁTIS!

Últimas postagens

Controle Tecnológico do Concreto Como comprar Concreto Online? Empresa de concreto ou fábrica de concreto? O que uma concreteira faz? 3 motivos para comprar Concreto Usinado Concreto bombeado ou concreto bombeável? A História do Concreto Concreto Usinado com Isopor EPS Qual o preço do concreto para 2020? Como comprar concreto usinado? Concreteira: o que é? Quais as vantagens? 5 motivos para se utilizar concreto usinado Qual a importância da água para o concreto? Como calcular a quantidade de concreto? Usina de concreto: Como funciona? Como montar uma? Como encontrar uma boa concreteira? Concreto de Endurecimento Rápido Por que usar o gelo no concreto? O que é o concreto translúcido? Como evitar bicheiras no concreto? Como evitar trincas no concreto? Como aumentar a eficiência do bombeamento de concreto? Concreto Sustentável: o que é? onde utilizar? O que é o Concreto Biológico? Concreto Auto-adensável: Como e Quando utilizar? Concreto Permeável: Como e Quando utilizar? O que é o concreto? Cimento ou Concreto? Como calcular o volume de concreto para sua obra? Tudo sobre Concreto Utilização de Aditivos na preparação de Concreto Usinado Durabilidade das Estruturas de Concreto Como realizar o slump test ao receber concreto na obra? Traço de Concreto Usinado Patologias no concreto: Como prevenir? Preço do Concreto Lajes Concreto Usinado Concreto Usinado: Principais Cuidados Cimento Portland: Tipos, Composição e Aplicação Concretagem: Passo a Passo, Cuidados e Execução Retração e Dilatação do Concreto Usinado Tipos de Concreto utilizados na Construção Civil Concreto Usinado: Tire suas Dúvidas Conheça tudo sobre: Concreto Usinado Cura do Concreto Usinado: O que é? Quais são os tipos de cura? Concreto Armado: O que é? Quais vantagens e desvantagens? Concreto Protendido: O que é? Quais vantagens e desvantagens? Concreto Usinado: Preço e Quantidade Concreto Usinado: Dicas antes da Contratação Concreto Usinado: Como calcular a quantidade para Laje? Concreto Usinado: Vantagens e Indicações