Notícias

O que é o concreto?

O que é o concreto?

O concreto é um dos materiais mais importantes para a construção civil, no Brasil, a maior parte das obras é feita em concreto, por isso, é essencial entender melhor as caraterísticas deste material tão presente em nossas obras, ao final deste artigo, você entenderá melhor sobre o que é concreto e sua importância.

O que é concreto?

Dependendo do local onde você se encontra neste momento, o concreto pode ser chamado de formas diferentes, em algumas regiões ele é conhecido como Betão, cimento armado ou mesmo cimento usinado. Independente da forma como você o chama, o concreto é um material composto de 4 componentes básicos: cimento, areia, brita e água, a junção destes materiais em proporções pré-definidas dá vida ao concreto como conhecemos.

As diferentes formas de chamar o concreto podem gerar um problema clássico, em algumas situações ele pode ser confundido com outro material, o cimento, vamos deixar claro aqui que o cimento é uma espécie de pó extremamente fino utilizado como um dos componentes para a fabricação do concreto de fato, o concreto precisa do cimento para existir, pois ele é o responsável por garantir que os materiais fiquem unidos ao longo da vida do elemento estrutural.

O concreto ou betão pode ser facilmente encontrado em um canteiro de obras, é comum que a dosagem de materiais e o processo de fabricação deste material ocorra dentro da própria obra, isso pode gerar alguns problemas em relação ao seu desempenho e vida útil, pois, uma vez que não se tem controle sobre a quantidade de materiais utilizados na fabricação do concreto, não há como garantir que as propriedades e características necessárias para a estrutura estejam presentes,  mas já existem soluções para este tipo de problema hoje em dia com o uso de concreto usinado.

concreto usinado ou cimento usinado é uma das variações do concreto convencional batido em obra, ele permite um aumento considerável na qualidade do concreto, aumentando assim sua durabilidade, isso é possível graças ao processo de fabricação e dosagem que é feito por empresas com equipamentos especializados. Este tipo de concreto tem muitas vantagens em relação ao concreto convencional ou simples, pois com ele temos a garantia das propriedades necessárias para a estrutura como um todo, além de poder contar com a entrega do material em quantidades precisas no local da obra.

O que é o concreto simples?

Tamanha foi a evolução da tecnologia na fabricação do concreto que existem hoje disponíveis no mercado dezenas de tipos de concreto, cada um deles tem características e funcionalidades especificas, desde concretos com alta taxa de fluidez como o autoadensável e o bombeável, como também existem os concretos leves, pesados, entre outros. O fato é que a maioria das pessoas não conhece esses materiais, a ideia que se tem a respeito de concreto é o que chamamos de “concreto simples” ou “concreto convencional”.

O concreto convencional ou simples é o material formado pela mistura simples de cimento, agregados e água, sem aditivos de qualquer espécie, este material pode ser facilmente produzido no canteiro de obras ou então comprado na forma de concreto usinado. O concreto simples tem resistência característica variando entre 15Mpa e 40Mpa e sua consistência ou “slump” varia entre 4cm e 7cm.

Qual a origem do concreto?

O material como conhecemos hoje surgiu no século XIX, apesar de parecer não fazer tanto tempo assim, o concreto de fato já era utilizado há muito tempo atrás nas antiga civilização romana, é claro que os materiais utilizados como agregados e aglomerantes não tinham as características refinadas dos materiais que utilizamos hoje, no entanto, a ideia de concreto como material base para construção já estava presente naquela época.

O grande passo para sua evolução foi o desenvolvimento do cimento Portland, Joseph Aspdin foi o inventor que deu o grande passo em direção ao desenvolvimento da construção, em 1824. Após essa descoberta, outras foram sendo realizadas em curto espaço de tempo, em 1836 na Alemanha, ocorreu o primeiro teste sistemático do concreto feito com cimento Portland, com a intenção de medir a resistência a compressão e a tração do material.

Pouco tempo depois, em 1849, Joseph Monier desenvolveu o primeiro concreto reforçado com aço, o que viria a ser o concreto armado que conhecemos hoje. Joseph percebeu que a grande fraqueza do concreto era sua baixa resistência a esforços de tração, pensou então em combinar a resistência a tração do aço com as características únicas do concreto, seus primeiros inventos foram cubas e tubos armados, mas a ideia logo se expandiu e começou a ser utilizada em diferentes situações.

Desde então, o concreto passou a fazer parte da maior parte das obras em todo o planeta, sendo o segundo material mais consumido do mundo, perdendo apenas para a água.

Qual a composição do concreto?

Como já foi dito anteriormente, o concreto é um material composto por 4 matérias-primas básicas, no entanto, a proporção com que esses materiais se apresentam influenciam diretamente nas características do material, por ser tão importante ter o controle sobre as características do concreto, foi desenvolvida a ideia de traço. Traço é a proporção de materiais utilizados na preparação do concreto usinado, ele permite aos profissionais da construção prever a quantidade de materiais necessários para se obter um determinado volume de concreto com caraterísticas pré-determinadas.

Existem infinitas possibilidades para se combinar as quantidades de materiais que formam o concreto, além disso, vários fatores podem influenciar na qualidade do produto final, como por exemplo, a forma como os materiais são misturados, os equipamentos utilizados, as condições climáticas a qualidade e dimensões dos grãos de areia e brita, entre outros. 

A princípio não há uma regra para se escolher a melhor composição, mas existem boas práticas a serem adotadas neste sentido. Uma consideração a ser feita é a resistência do concreto, o traço precisa garantir que a mistura preparada tenha ao menos a resistência mínima esperada para a obra.

Outra boa prática é considerar às características do ambiente onde o concreto armado vai ficar, ambientes com excesso de agentes agressivos, como sais e ácidos, necessitam de concretos melhor preparados para evitar problemas futuros, isso pode ser feito com uso de cimentos especiais que vão interferir na resistência do material, isso significa que a composição pode mudar se considerarmos o uso de um cimento mais resistente.

O preço do concreto costuma ser um dos “vilões” da construção civil, o cimento é o material mais nobre da composição do concreto, isso significa que quanto maior for a proporção dele na mistura, maior será o custo do concreto e consequentemente da obra, e isto está diretamente ligado a composição, ao utilizar traços com maior proporção de cimento, estaremos automaticamente elevando o custo da obra, por isso, é importante levar em consideração as reais necessidades da obra e não cometer abusos.

Qual a função do concreto?

Sobre as funções do concreto na construção civil, podemos destacar duas que são fundamentais, a primeira delas está relacionada a sua utilização como elemento estrutural, o cimento armado ou concreto armado é a junção entre concreto e aço, a união e o comportamento solidário entre esses materiais dá vida a elementos estruturais de grande resistência e durabilidade, eles são utilizados na construção civil como vigas, lajes, pilares, blocos de fundação e estacas, desta forma, toda a estrutura que permite que uma edificação fique em pé pode ser feita em concreto, não é uma regra, mas pelo menos no Brasil é o que se encontra na maior parte das edificações.

Existem vários tipos de concreto com diferentes características e finalidades, e um mesmo tipo de concreto pode ter diferentes classes de resistência e consistência, um concreto de 80Mpa pode ter alta consistência por exemplo, graças ao uso de aditivos, o que não muda é que a função dele como elemento estrutural é suportar os esforços de compressão provenientes das solicitações na estrutura, ficando para o aço a responsabilidade de suportar os esforços de tração.

A segunda função do material na construção é proteger a armadura dos agentes agressivos do meio ambiente. No caso do cimento armado ou concreto armado, os elementos estruturais são formados pela combinação entre concreto e aço, esses dois materiais agindo em solidariedade funcionam muito bem, no entanto, para garantir que exista um comportamento solidário entre concreto e armadura, é preciso garantir que o contato entre esses dois materiais fique protegido por uma camada alcalina formada pela pasta de cimento.

Após a concretagem, a alcalinidade da pasta de cimento que cobre a armadura a protege dos agentes agressivos do meio como sais e ácidos, para que o aço esteja protegido ao longo da vida útil da estrutura é preciso garantir que a alcalinidade do concreto em contato com a armadura seja mantida, por isso, as características do concreto utilizado são extremamente importantes, se houver ataque na armadura principal os efeitos serão visíveis e a estrutura como um todo pode ficar comprometida.

Conheça mais sobre Concreto em nosso Blog ou acesse ConcretoUsinado.com.br
Para fazer parte do maior Portal de Concreto do Brasil, cadastre sua Concreteira
Ainda restou alguma dúvida? Entre em contato com a Equipe Concreto Usinado.

loader pagina