Notícias

Conheça tudo sobre: Concreto Usinado

Conheça tudo sobre: Concreto Usinado

Chamamos de concreto usinado o material resultante da mistura do cimento com água, areia, brita e aditivos, realizado por empresas com equipamentos especializados que garantem o controle rigoroso da proporção e mistura dos materiais e consequentemente da qualidade do concreto produzido.

Uma das causas dos problemas encontrados nas obras do Brasil é a má qualidade do concreto empregado na construção. Isso se deve ao fato de que em muitas obras, especialmente as pequenas, o concreto é feito no próprio local sem o mínimo controle de qualidade, a dosagem de materiais fica sob responsabilidade do pedreiro ou servente, desta forma, não é possível garantir que o concreto terá as características necessárias para durar os 50 anos que a NBR 6118:2014 prevê.

Uma das propriedades que influenciam na durabilidade do concreto é o fck (resistência característica a compressão aos 28 dias), este depende de algumas variáveis, entre elas a classe do cimento, tamanho dos agregados (areia e brita), relação água/cimento e a presença ou não de aditivos. Essa propriedade é muito importante, pois, o engenheiro responsável pela estrutura define a geometria e as características do concreto a ser utilizado nos elementos estruturais durante o projeto, buscando garantir que todas as condições estabelecidas pela NBR 6118:2014 relacionadas a resistência, segurança e durabilidade sejam atendidas, logo, se o concreto não tiver as características definidas em projeto, não há como garantir o atendimento as normas.

Uma alternativa para evitar o problema é o uso do concreto usinado, também conhecido como concreto dosado em central (CDC), que é, segundo a NBR 7212:2012, o concreto dosado e misturado por equipamentos específicos como o caminhão betoneira, e transportado para o local da obra antes do início da pega. Este material possui os mesmos componentes básicos do concreto comum (cimento, areia, brita, água), a diferença principal está no processo de homogeneização, que é feito com equipamentos de qualidade que permitem um ótimo controle sobre a proporção dos materiais envolvidos, garantindo assim que o concreto tenha as propriedades pretendidas.

Se deseja ter uma ideia sobre valores de concreto usinado para lajes e piso, confira nosso post clicando aqui.

 

Concreto Usinado: Sua importância

 

O principal motivo pelo qual o concreto usinado deve ser utilizado é a confiabilidade e a uniformidade do material a ser entregue, desta forma, se você precisar de dez caminhões de concreto de 25 Mpa, tem a garantia de que vai receber isso na sua obra, no dia determinado. Isso é importante na concretagem de uma laje muito grande por exemplo, o concreto aplicado ao longo da laje deve ter propriedades semelhantes, pois elementos de placa sofrem grandes alongamentos sob efeito de variação de temperatura, deste modo, se a laje conter concretos com propriedades diferentes, é certo que haverá surgimento de trincas e fissuras no encontro destes materiais. 

O concreto usinado é ideal para obras de médio e grande porte devido aos volumes de concreto utilizados nesse tipo de obra. Em obras muito pequenas sua utilização não é muito comum, pois, em geral, esse tipo de obra não consome grandes volumes de concreto de uma única vez inviabilizando na maioria dos casos seu uso.

Se deseja conhecer um pouco sobre tipos de concreto, clique aqui.

 

Concreto Usinado: Vantagens

 

Há muitas vantagens em utilizar o concreto usinado, uma delas é possibilidade de se obter concretos de alta resistência, com isso, o engenheiro estrutural pode criar estruturas mais esbeltas, pois sabe que pode especificar um concreto de resistência característica maior e compra-lo em concreteiras especializadas, outras vantagens para o concreto usinado são:

  • Maior controle da qualidade do concreto;
  • Redução do desperdício de materiais;
  • Aumento da produtividade no canteiro de obras;
  • Redução no espaço físico necessário para armazenamento de materiais no canteiro de obras;
  • Possibilidade de realizar a concretagem de elementos estruturais muito robustos (grandes lajes e blocos de fundação) em um único dia.

 

Concreto Usinado: Desvantagens

 

Existem algumas desvantagens no uso do concreto usinado, como por exemplo a necessidade de um pedido com volume mínimo de concreto, a NBR 7212:2012 estabelece que o pedido mínimo de concreto usinado seja de 3m³ com o caminhão betoneira, desta forma, em obras muito pequenas, seu uso acaba não sendo muito vantajoso. Outras desvantagens são:

  • Possibilidade de atraso na entrega devido a imprevistos no transito;
  • Custo relativamente maior;

 

Concreto Usinado: Como pedir?

 

A Norma 7212:2012 estabelece três formas de se pedir concreto usinado, a primeira delas é através da resistência característica do concreto, neste tipo de pedido é possível especificar a resistência característica aos 28 dias, a classe de consistência, também conhecido como slump, a classe de agressividade ambiental e a dimensão máxima característica do agregado graúdo. A segunda forma de pedir concreto usinado é através do consumo de cimento, neste tipo de pedido é possível especificar o consumo de cimento por metro cúbico de concreto, a dimensão máxima do agregado graúdo e a classe de consistência. A terceira forma é a partir da composição do traço, neste tipo de pedido é possível especificar as quantidades dos materiais por metro cúbico de concreto inclusive o uso de aditivos, nesta situação, o profissional que solicitou, fica responsável pelo desempenho do concreto.

 

Concreto Usinado: Procedimentos de Entrega e Recebimento

 

É importante que o profissional responsável pelo pedido de concreto usinado procure adquiri-lo em concreteiras próximas ao local da obra, pois, a norma estabelece que o tempo máximo de transporte entre o início da mistura e a chegada na obra deve ser de 90 minutos para o caso de transporte com o caminhão betoneira. Logo após a chegada na obra, o lançamento e adensamento do concreto deve ocorrer em até 30 minutos, portanto, tanto a empresa contratada quanto o contratante devem se planejar para que não haja problemas nesse período, de qualquer forma, se a empresa ultrapassar o tempo máximo estipulado pela norma, o contratante pode recusar o concreto se achar que deve, ou então aceita-lo, tirando a responsabilidade da concreteira em relação as características do concreto entregue.

Em relação ao recebimento do concreto, o profissional responsável deve fazer a conferencia do material, verificando se as informações presentes no documento de entrega são compatíveis com as informações do pedido, caso contrário, o profissional pode recusar o concreto.

Algumas informações contidas no documento de entrega exigem uma conferência mais elaborada, uma delas é o volume entregue, o item 5.3.2 da NBR 7212:2012 estabelece a forma como deve ser feita essa verificação. Outra verificação importante é a classe de consistência, que pode ser feita por meio do teste de slump do concreto.

Se desejar mais dicas sobre concreto usinado, confira nossos posts em Notícias.

 

Revisado por Eng. Bruno Reganati

loader pagina