Notícias

Retração e Dilatação do Concreto Usinado

Retração e Dilatação do Concreto Usinado

É comum haver confusão entre os termos dilatação e retração, apesar de ambas estarem relacionadas a variação nas dimensões de um determinado elemento, existem diferenças importantes que serão abordadas nesse artigo. 

O que é a dilatação no concreto?

Todos os materiais sofrem alterações físicas em suas dimensões ao longo da vida útil em função da variação de temperatura, com o aumento da temperatura há o alongamento do material e com a redução a tendência é o material se retrair ou encurtar. Com o concreto não é diferente, a variação da temperatura faz com que os elementos estruturais sejam alongados e encurtados o tempo todo.

Cada material possui seu próprio coeficiente de dilatação térmica, essa propriedade indica a facilidade ou dificuldade que um determinado elemento tem em sofrer alterações em função das mudanças climáticas. No caso do concreto, o coeficiente de dilatação térmica é de 0,00001/C°, isso significa que para cada metro linear há o alongamento ou encurtamento de 0,00001m ou 0,01mm por unidade de temperatura, desta forma, se uma viga de concreto de 6m de comprimento sofrer uma variação de temperatura de 50C° sua dilatação será de 3mm.

O concreto usinado e as argamassas em geral, quando endurecidos, se tornam materiais classificados como “frágeis”, por conta da forma como eles se comportam quando solicitados a determinados esforços. Esse tipo de material é mais rígido e por conta disso não aceita grandes variações em suas dimensões, por conta disso, a dilatação pode provocar as desagradáveis fissuras ao longo do tempo. 

Como prevenir problemas com dilatação do concreto usinado?

Sabemos que as fissuras no concreto são prejudiciais quanto a durabilidade da estrutura, por isso, é imperativo agir preventivamente para que elas não venham a surgir, neste sentido, alguns cuidados podem ser tomados para evitar este problema ocorra por meio da dilatação.

Como já foi dito anteriormente, a dilatação do concreto está relacionada as dimensões do elemento, por isso, uma forma de prevenir o surgimento de fissuras é evitar que uma das dimensões tenha um valor muito elevado. Isso é possível com o uso de juntas de dilatação, que consistem em uma interrupção no concreto com a intenção de se criar uma “folga” que permita essa movimentação, essa folga pode ser preenchida com um material flexível como silicone ou isopor para evitar entupimento da junta com outros materiais rígidos. A junta é comum nos pisos de calçadas e no reboco das paredes externas, locais onde há forte incidência dos raios solares.

O que é retração do concreto usinado?

A retração do concreto usinado é um fenômeno que também está relacionado a variação nas dimensões do elemento, mas neste caso, as variações são apenas de encurtamento e ocorrem através da saída de água do concreto.

Quando ocorre a migração da água do interior do concreto para seu exterior temos um processo conhecido como exsudação, ela está diretamente relacionada a retração, pois, se a exsudação ocorrer de forma intensa, a retração também ocorrerá desta forma e o surgimento de fissuras será inevitável.

A retração mais comum é chamada de plástica ou úmida, ela ocorre devido a exposição do elemento a fatores climáticos como o vento, umidade e a temperatura, no entanto, a retração pode ocorrer de outras formas, como por exemplo, a retração química ocorre quando há reações internas entre os componentes do concreto que geram outros componentes de menor volume do que aqueles que estavam na mistura inicialmente. A retração térmica é aquela onde a expulsão de água se dá por meio do calor de hidratação, em geral ocorre nas primeiras horas após a pega do concreto.

Seja como for, a saída de água do concreto é inevitável, por isso, devemos agir para evitar que a retração ocorra de forma muito intensa, e desta forma favoreça o surgimento de fissuras.   

As dimensões dos elementos de concreto estão diretamente relacionadas ao fenômeno da retração, em elementos muito grandes ou com grande área em contato com o ar, como é o caso de blocos de fundação, lajes e vigas altas (altura em torno de 60cm) é comum esse fenômeno ocorrer, e sem as devidas precauções, irão surgir fissuras logo nos primeiros dias, interferindo na vida útil da estrutura.

No momento em que ocorre a retração, surgem esforços internos que tracionam o concreto, como ele é um material que não resiste bem a este tipo de solicitação, se os esforços de tração forem elevados, o elemento tende a fissurar, deixando a armadura exposta a ataques de agentes agressivos do meio ambiente.

Como prevenir problemas com a retração do concreto usinado?

Sabendo que a retração ocorre devido a saída de água do concreto usinado, podemos diminuir seus efeitos agindo em função de reduzir a exsudação do material. Uma das formas de se fazer isso é através da redução da quantidade de água presente no concreto, quanto menos água, menor o efeito da exsudação e consequentemente da retração, isso é possível reduzindo-se o fator água/cimento no traço do concreto.

Outra forma de evitar que a água de amassamento seja retirada é utilizando materiais finos que preenchem os vazios do concreto, desta forma, o material se torna mais denso, mais resistente e dificulta a saída de água, isso pode ser feito com a adição de sílica ativa ao concreto ou com uso de cimentos especiais que possuem partículas mais finas como o CP-V - ARI. Também é possível prevenir o surgimento de fissuras reduzindo o calor de hidratação que retira água do concreto, isso pode ser feito com o uso de cimentos especiais que apresentam baixo calor de hidratação. 

Sabemos também que a retração provoca esforços de tração no interior do concreto, desta forma, é possível atenuar seus efeitos adicionando fibras de aço ao concreto, assim como no concreto armado, as fibras irão ajudar na resistência do elemento, absorvendo os esforços de tração e evitando assim o surgimento de fissuras.

Dentre todas as opções sugeridas a mais usual é realizar uma boa cura do concreto, ao garantir que a água de amassamento seja mantida no concreto, principalmente nos primeiros dias onde o calor de hidratação é mais intenso, estamos atenuando os efeitos da retração e assim evitando o surgimento de fissuras que comprometeriam a durabilidade da estrutura.

 

Revisado por Eng. Bruno Reganati em 01 de março de 2019

loader pagina