Blog do Concreto

Concreto Protendido: O que é? Quais vantagens e desvantagens?

Concreto Protendido: O que é? Quais vantagens e desvantagens?

O concreto usinado em si é um material composto por cimento e agregados (areia e brita), o material resultante desta mistura é excelente para resistir aos esforços de compressão, no entanto, a resistência a tração do concreto é da ordem de 10% da resistência a compressão, por este motivo adicionamos aço na região tracionada e ignoramos toda a área de concreto onde há esforços de tração, desta forma temos o concreto armado.

A facilidade em se trabalhar com concreto usinado favorece seu uso em larga escala em todos os tipos de obra, da fundação a superestrutura. Entretanto, quando utilizamos apenas concreto armado, temos elementos estruturais muito robustos, afinal, estamos “jogando fora” todo concreto que está na região tracionada, isso é um problema que dificulta e até inviabiliza em alguns casos, a construção de obras contendo grandes vãos.

Para resolver as deficiências do concreto armado, surgiu o concreto protendido, que consiste, de forma geral, em um método construtivo capaz de introduzir forças de compressão na região tracionada do elemento estrutural por meio do alongamento do aço, eliminando assim os esforços de tração no concreto, aproveitando portanto, toda sua área.

Concreto Protendido: Como aplicar a protensão no concreto?

A forma como as forças de compressão são introduzidas no concreto é através da protensão de cabos de aço (armadura ativa) posicionados de forma estratégica no interior do elemento estrutural, há vários métodos construtivos para aplicar a protensão, os mais utilizados são o concreto protendido pós-tracionado aderente, pós-tracionado não aderente e pré-tracionado.

O concreto protendido pós-tracionado aderente é aquele onde a tração nos cabos de aço é feita após o concreto ter concluído o período de cura, desta forma, o atrito entre o cabo e o concreto é importante para garantir a aderência do aço com o concreto. 

No caso do concreto pós-tracionado não aderente, o processo é o mesmo, a diferença está no fato de não haver aderência entre o concreto e o aço, neste caso, a ligação da armadura fica em pontos localizados no exterior do concreto. O Concreto protendido pré-tracionado é aquele onde a protensão dos cabos é feita antes do início da pega, após o endurecimento, os cabos são soltos e tendem a encurtar, como o concreto não permite esse encurtamento são introduzidas forças de compressão na seção transversal por meio da deformação do aço.

Concreto Protendido: Quais são as Vantagens e Desvantagens?

Uma das principais vantagens do concreto protendido é a possibilidade de vencer grandes vãos, grandes desafios propostos pela arquitetura foram resolvidos com seu uso, como o museu de artes de São Paulo por exemplo. Outras vantagens importantes são: 

  • Redução do peso das estruturas;
  • Redução da incidência de fissuras;
  • Menor custo em relação ao concreto armado;
  • Melhor aproveitamento de materiais (aço e concreto).

Existem algumas desvantagens no uso do concreto protendido que podem comprometer seu uso, uma delas é a necessidade de mão de obra especializa. No Brasil, boa parte da mão de obra não é qualificada, assim, deve-se ter atenção redobrada durante a execução.

Outras desvantagens que podemos citar são: 

  • Necessidade de escoramento durante o período de cura (podendo atrapalhar as demais etapas construtivas);
  • Cuidado especial com a corrosão das armaduras de protensão;
  • Necessidade de equipamento especial durante a execução.

Conheça mais sobre Concreto em nosso Blog do Concreto
Para fazer parte do maior Portal do Concreto do Brasil, Cadastre sua Concreteira 
Ainda restou alguma dúvida? Entre em contato com a Equipe Concreto Usinado.

Clique aqui e faça um orçamento GRÁTIS!

Últimas postagens

Controle Tecnológico do Concreto Como comprar Concreto Online? Empresa de concreto ou fábrica de concreto? O que uma concreteira faz? 3 motivos para comprar Concreto Usinado Concreto bombeado ou concreto bombeável? A História do Concreto Concreto Usinado com Isopor EPS Qual o preço do concreto para 2020? Como comprar concreto usinado? Concreteira: o que é? Quais as vantagens? 5 motivos para se utilizar concreto usinado Qual a importância da água para o concreto? Como calcular a quantidade de concreto? Usina de concreto: Como funciona? Como montar uma? Como encontrar uma boa concreteira? Concreto de Endurecimento Rápido Por que usar o gelo no concreto? O que é o concreto translúcido? Como evitar bicheiras no concreto? Como evitar trincas no concreto? Como aumentar a eficiência do bombeamento de concreto? Concreto Sustentável: o que é? onde utilizar? O que é o Concreto Biológico? Concreto Auto-adensável: Como e Quando utilizar? Concreto Permeável: Como e Quando utilizar? O que é o concreto? Cimento ou Concreto? Como calcular o volume de concreto para sua obra? Tudo sobre Concreto Utilização de Aditivos na preparação de Concreto Usinado Durabilidade das Estruturas de Concreto Como realizar o slump test ao receber concreto na obra? Traço de Concreto Usinado Patologias no concreto: Como prevenir? Preço do Concreto Lajes Concreto Usinado Concreto Usinado: Principais Cuidados Cimento Portland: Tipos, Composição e Aplicação Concretagem: Passo a Passo, Cuidados e Execução Retração e Dilatação do Concreto Usinado Tipos de Concreto utilizados na Construção Civil Concreto Usinado: Tire suas Dúvidas Conheça tudo sobre: Concreto Usinado Cura do Concreto Usinado: O que é? Quais são os tipos de cura? Concreto Armado: O que é? Quais vantagens e desvantagens? Concreto Protendido: O que é? Quais vantagens e desvantagens? Concreto Usinado: Preço e Quantidade Concreto Usinado: Dicas antes da Contratação Concreto Usinado: Como calcular a quantidade para Laje? Concreto Usinado: Vantagens e Indicações